Precisei de passar por isto

Terceiro dia de internamento.

Tudo mudou…

Hoje, acordei uma pessoa nova.

Estava armada em durona, que aguentava tudo, hoje, ao terceiro dia, deixei ir… baixei os braços e assim que o fiz, os meus olhos molharam-se. Percebi tudo então…

percebi que a Carmo estava a precisar de tudo isto.

O bebé não… eles não têm culpa nenhuma, coitados.

Eu… eu estava desfocada. Estava queixosa dia após dia, por pequenas coisas, porque o meu bebé chorava muito, porque tinha cólicas e porque não dormia. Estava amargurada, porque não era este o bebé “que eu queria ter”, provavelmente queria uma santidade que comesse e dormisse.

Agora olho para trás e vejo que parva… que estupida. Estava a querer que isto fosse fácil para não ter de me superar. Estava a ser birrenta.

E depois ficámos internados.

E depois sim, num cadeirão azul eu percebi tudo…

Eu percebi que tenho os bebés que precisava, que os amo, que sou uma sortuda. Que tenho tantas pequenas coisas boas na vida que juntas formam um castelo na colina da praia mais paradisíaca do mundo.

Tenho la tudo.

Porquê me queixava tanto? Não sei… ou talvez saiba e seja válido, mas já não me interessa mais.

Hoje, aqui neste cadeirão azul contemplo, seguro as lágrimas, só para não me acharem tonta de um todo. Mas agradeço-te muito a ti meu Deus, a quem eu pedi forças, a quem eu peço sempre que saia do meu caminho tanta dificuldade, mas não era essa o ponto, pois não?

Tu, Pai do céu, sabias que eu precisava disto.

Obrigada.

Desta vez percebi tudo, aceito tudo, agradeço tudo. Mais uma vez estou a mudar e gosto muito de todas estas mudanças que arrancas em mim.

Perdoa quando ando cega demais, e só contemplo as minhas misérias, só grito por elas…

Já foram. Agora só estou aqui eu, pronta para o que vier porque hoje aceitei tudo.

Daqui do cadeirão azul, até breve,

Carmo ❤️

 

 

No Comments

Post A Comment