Quando olho para vocês.

Quando olho para vocês, vejo o melhor de mim.

Vejo algo tão belo, que nem sempre cabe em mim. Às vezes também vejo o pior de mim. Não queridos, não são vocês que são maus, mas sou eu que sou humana, e por isso vejo muitas vezes as minhas fraquezas.

Vejo a minha cara cansada, a minha paciência a voar fora e mim… os meus cabelos despenteados e o meu espírito adormecido.

Isto de ser Mãe tem muitíssimo que se lhe diga. Mas quando olho para vocês, alegro-me na Mãe e na pessoa que me tornaram queridinhos… com essa Mãe que vocês criaram cresceu uma menina, uma miúda, uma adulta, e também uma criança. Sim, a Mãe não quer nunca abandonar a criança que há cá dentro, porque é ela que me dá garra para todos os meus sonhos.

Quando olho para vocês, compreendo o Amor de Deus pelos seus filhos, inesgotável e que vai sempre mais além.

Quando olho para vocês vejo o que é o perdão sem limites, a alegria de viver. Vejo também todos os desafios do meu dia-a-dia, os quais acho sempre que nunca vou conseguir superar, mas com a vossa ajuda supero.

Quando vos olho, vejo diante de mim dois milagres e contemplo com muito carinho essa graça. Vejo dois caminhos tão distintos, mas como ramos da mesma árvore, onde tudo se funde no fundo de uma raiz.

Quando olho para vocês, meus queridos, olho também para mim. Revejo a menina que fui, percebo coisas novas todos os dias. Ganho certezas do que não quero repetir, dos ciclos que quero quebrar, de algumas coisas que aprendi e escolhi fazer de forma diferente. Quando olho para vocês resta-me a certeza de que sou uma pessoa cada vez mais renovada, e um dia, quando vocês já perceberem, vou agradecer-vos tanto por me terem transformado da maneira mais bela, às vezes sim, com muitas lágrimas e muita dureza, mas essa dureza não é escolha vossa, é só porque tem de ser assim meus tesouros, mas o sumo, é de uma fonte de alegria imensa.

Quando olho para vocês, olho-vos com essa mesma transparência de olhar com que vocês me olham a mim. Esse é o diálogo perfeito e sem filtros, a verdade dos nossos olhares.

Assim como nunca vocês me esconderam sentimentos no olhar, eu nunca vos farei isso também! Serei sempre verdadeira e transparente nos olhos.

Quando olho para vocês, olho para o melhor de mim e do Pai.

Obrigada, filhos …

No Comments

Post A Comment